All for Joomla All for Webmasters
Edições
Pesquisadores desenvolvem cimento à base de caroços de azeitona - Revista Fundações
14841
single,single-post,postid-14841,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,smooth_scroll,,qode-theme-ver-2.2,wpb-js-composer js-comp-ver-4.11.2.1,vc_responsive

Pesquisadores desenvolvem cimento à base de caroços de azeitona

08:00 22 dezembro in Matérias, Site
O produto possui pouco carbono e abre mais alternativas para uso da energia de biomassa na construção civil
bloco

Por Dafne Mazaia

 

Alunos da UNESP (Universidade Estadual Paulista) em parceria com os estudantes da UPV (Universidade Politécnica de Valência), da Espanha, desenvolveram um projeto de um cimento fabricado com as cinzas do caroço de azeitona e dos resíduos liberados em alto-fornos. O novo produto abre os caminhos para o uso de energia de biomassa.

O processo da fabricação consiste em pegar os resíduos da combustão dos caroços de azeitona e dos fornos, triturá-los e depois colocar água. Até o momento, foram realizados alguns testes, com o resultado de um cimento com 20% de cinzas de azeitona e 80% de outros resíduos. Além disso, as análises feitas também mostraram que o desempenho mecânico foi positivo e que o material tem uma resistência adequada para ser utilizado na construção civil.

De acordo com o pesquisador do ICITECH-UPV (Instituto de Ciências e Tecnologia de Concreto da UPV), Jordi Payá, o novo cimento destaca-se por sua baixa quantidade de carbono, além do seu impacto, que é menor em relação aos tradicionais. O desenvolvimento do novo produto é a última fase do trabalho realizado há quase dez anos pelo grupo de pesquisa em Química de Materiais de Construção da ICITECH da UPV.

Editora Rudder

redacao@revistafundacoes.com.br