All for Joomla All for Webmasters
Edições
Ciclovia da rota Márcia Prado tem estudos para construção autorizados
15529
single,single-post,postid-15529,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,smooth_scroll,,qode-theme-ver-2.2,wpb-js-composer js-comp-ver-4.11.2.1,vc_responsive

Estudos para construção de ciclovia e passarela da rota cicloturística Márcia Prado são autorizados pelo Governo

08:00 28 junho in Matérias, Site
Concessionária desenvolverá projetos e agência analisará viabilidade da obra da ciclovia
ciclovia

Por Dafne Mazaia

A construção da ciclovia e da passarela para a Rota Cicloturística Márcia Prado foi autorizada pelo governador Márcio França, no último dia 30 de maio. A concessão permite que a ARTESP (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) estude a viabilidade da obra. O empreendimento corta o Parque Estadual da Serra do Mar.

Responsável pela operação do SAI (Sistema Anchieta-Imigrantes), a concessionária Ecovias foi designada para elaborar os projetos funcionais e executivos da obra. Após receber os materiais encaminhados pela empresa, a ARTESP avaliará os âmbitos econômicos e jurídicos da construção no Contrato de Concessão. Além disso, a agência também analisará a viabilidade técnica dos projetos mostrados pela concessionária.

 

Detalhes da Rota Cicloturística Márcia Prado

 

A rota faz a conexão do Grajaú, no sul de São Paulo, até Santos, no litoral do Estado. O trajeto passa pelas cidades de São Bernardo do Campo e Cubatão. No projeto, consta a construção de uma ciclovia de seis quilômetros na Rodovia dos Imigrantes (SP-160) e na Interligação Planalto.

O trecho dá acesso ao Parque, além de possibilitar aos ciclistas o uso da Estrada de Manutenção. Também está previsto no projeto a obra de uma passarela. A estrutura fará a transposição das pistas de Interligação.

Segundo a assessoria de imprensa da ARTESP, ainda não é possível definir um prazo para a execução e conclusão do empreendimento. “Por não ser uma obra inicialmente prevista no contrato, é necessário superar questões jurídicas, ambientais, orçamentárias e de projeto, que serão tratadas entre a ARTESP e a concessionária. Somente depois de vencidas estas etapas é que questões relativas a prazo e dificuldades de projeto poderão ser respondidas”, declara.

 

Passeio ciclístico e criação de comitê

 

A realização de um passeio ciclístico na Via Anchieta também foi anunciada na ocasião. O evento acontecerá sempre no primeiro domingo de dezembro. A edição deste ano ocorrerá em 2 de dezembro, entre as 6h e às 12h. Os ciclistas começarão na altura do quilômetro 9,7 da SP-150, na capital paulista e terminarão no quilômetro 65,6, em Santos.

O Ciclo Comitê Paulista também foi criado. O grupo integrará e incentivará debates, além de estudar ações para veículos não motorizados no Estado de São Paulo. Farão parte da equipe representantes das secretarias estaduais do Meio Ambiente; de Logística e Transporte; do Turismo e Transportes Metropolitanos.

Também participarão órgãos envolvidos com a área, como a Fundação Florestal; Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo); ARTESP; DER (Departamento de Estradas e Rodagem); Polícia Militar Rodoviária, assim como pessoas que representam o legislativo e os municípios, além da sociedade civil.

Editora Rudder

redacao@revistafundacoes.com.br